Porto de Sines

Porto de Sines

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Um grande amigo


Se acreditas na amizade,
não lamentes estar vivo.
Amizade é amor.
Há muitos amores diferentes,
e diferentes palavras para designar o mesmo.
Amamos os nossos entes queridos.
Os amigos verdadeiros entre os entes queridos.

Eu digo:
amo a minha mulher,
os meus filhos,
os meus amigos,
É por estes amores (para além do nosso amor próprio)
que vale a pena viver.

E, quando o negrume da vida
nos entra pela porta adentro,
lá estão eles para nos acender as luzes
e mostrar o caminho...

6 comentários:

Anónimo disse...

A amizade é um sentimento impar que transmite o grau de relação entre família e amigos, e pelo facto de ser oculto não pode nem deve ser desprezado.Saibamos nós, interpretá-lo, pois a maior parte das vezes supera as próprias palavras.
Barreira

Kimbanda disse...

Olá Jorge, bom dia.
O tempo está escasso e estava a ver que não iria dar para por aqui passar. Por fim e sem esforço, lá apareceu aquele bocadinho e lá vim eu, e ainda bem.
Retratou no seu poema da forma mais bonita e singela, os vários amores da nossa vida entre eles o que devotamos à amizade e concluo que o Jorge têm o dom de com tanta simplicidade nos fazer relembrar o que deveria estar sempre presente no nosso pensamento! Há valores que devem acompanhar-nos a cada passo, esses são a luz que nos indica por onde caminhar.
Kandando amigo e sincero

jorge disse...

Amigo e solidário Barreira,
Kanimambo pela substância do seu conceito de amizade.
A amizade declarada é boa, a amizade oculta é melhor ainda. A amizade aproxima-nos, por vezes cala-se nas horas certas no silêncio, aceita-nos pelo que somos.
Um abraço

jorge disse...

Amigo Kimbanda,
Obrigado pela sua atenta amizade.
O dom não é meu, é de um Amigo, só que me tocou profundamente e não resisti a transmiti-lo.
A amizade não se explica, simplesmente existe.
Um sincero kandandu

lepac disse...

Mano:
O destino mostra-nos que nada de racional resiste à desgraça que num abrir e fechar de olhos muda as nossas vidas.
Então, constatamos que o mais importante não é a ciência acumulada, os títulos ou a posição social, mas sim o tempo que dedicamos a fortalecer uma amizade.
És dos poucos que, por natureza, cultivas o que realmente dá sentido à vida: o espírito de fraternidade, o amor e a amizade.
Aqui fica o meu abraço.

jorge disse...

Caríssimo Mano,
Fiquei desarmado com o teu fraterno comentário.
A nossa amizade foi e é refúgio e apoio para as dificuldades com que somos confrontados. Seja quais forem as condições que nos encontremos podemos sempre estender os braços e dar um abraço de compreensão e auxílio mútuo.