Porto de Sines

Porto de Sines

terça-feira, 18 de novembro de 2014

" OLIVENÇA " [1/ 3]

" Questão de Olivença " é o nome pelo qual é conhecido o diferendo entre Portugal e Espanha quanto à soberania sobre Olivença.
A administração e soberania espanhola sobre Olivença e territórios adjacentes não são reconhecidos por Portugal, estando a fronteira por delimitar nessa zona [faltam 100 marcos desde o nº801 ao 900].

As muralhas do castelo, do século XVI, contam com uma imponente torre de menagem [sec. XV], mandada construir pelo rei de Portugal D. João II.
Podemos ver parte recuperada do fosso que envolvia e protegia o castelo.
Porta de entrada vista  já do interior do castelo.
Porta de entrada do Museu Etnográfico.
Na muralha é bem visível o escudo com as armas de Portugal.
Fachada pricipal da igreja de Santa Maria do Castelo, dividida em três corpos, a cujos pés se destaca a frotaria da igreja, ladeada por duas colunas que terminam em castiçais, com um olho de boi muito interessante.
A Igreja de Santa Maria do Castelo, fica situada no interior do castelo.
Altar-mor em estilo barroco.
Retábulo com a árvore de Jessé, em várias cores, mostrando figuras de Jessé, pai de David, a Virgem Maria e o menino Jesus, entre outras figuras públicas da árvore genealógica.
Batistério com data de 1866.
Imagem de Cristo na Cruz
A poucos metros da Igreja de Santa Maria do Castelo, atravessando a Porta dos Anjos,
encontramos o Edifício da "Santa Casa de Misericórdia" de Olivença [visto a partir da Capela do Espirito Santo].
A "SANTA CASA DE MISERICORDIA" de Olivença foi inaugurada em 1501 com a presença do rei D. Manuel I.
Capela do Espirito Santo
Porta da Capela. Por cima, no triângulo, pode ver-se o escudo de Portugal.
[continua]

Fontes: Google e Guia local[adaptação]
Fotos: cajoco

18 comentários:

São disse...

Só lá estive uma vez e foi há décadas.

Parabéns pelas fotos bonitas .

Bons sonhos :)

lis disse...

Um registro muito bom e um passeio histórico Jorge.
Fico sempre encantada com os interiores das igrejas.E seus detalhes ricos.
Obrigada da partilha,
um abraço

MARILENE disse...

Suas fotos são preciosas e ricas em detalhes. E você ainda nos traz a história, o que torna a postagem muito interessante para mim. Abraço.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Jorge!

Não será propriamente a jóia duma coroa que já não temos, mas ainda assim Olivença sabe a coisa nossa que se perdeu - certamente que para sempre. E é uma pena, sentimento amargo doce para quem a visita, dado ser uma bonita cidade repleta de monumentos e edifícios a recordar-nos que nasceu portuguesa...

Belas fotos, que me levaram a sítio que nunca visitei.

Um abraço amigo
Vitor

© Piedade Araújo Sol disse...

faz parte da história...

obrigada!

:)

Jorge disse...

São,
Vale sempre a pena lá voltar. Há sempre algo mais para ver.
Obrigado pelos sonhos bons. Por vezes a paisagem dos sonhos é difusa..

Jorge disse...

Lis,
A História faz parte da cultura de um povo. É ela que nos abre os horizontes.
Obrigado pela visita!

Jorge disse...

MARILENE,
Obrigado pela sua opinião que, para mim, é um reconhecimento muito importante.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa noite, excelente reportagem fotográfica de Olivença, cidade repleta de Historia, tive oportunidade a de visitar Olivença mas foi uma visita rápida, voltarei lá numa nova oportunidade.
AG

Jorge disse...

VITOR,
A soberania de Portugal sobre Olivença é uma questão que parece já não ter pernas para andar mas, por vezes, o impossível acontece, meu amigo.

Jorge disse...

Existe Sempre Um Lugar,
Grato pela sua apreciação, que considero um estímulo para fazer mais e melhor.
Estive em Olivença, sòmente uma tarde, embora com visita guiada. Mas as fotos, por vezes, impediam-me de escutar tudo o que o guia dizia.
Foi a informação possível...

Silenciosamente ouvindo... disse...

Mais uma bela reportagem do amigo.
Também já a visitei há uns anos.
Penso que continuará a ser sempre
espanhola, porque Portugal não
vai fazer nada para alterar a
situação.
Desejo que se encontre bem.
Um abraço
Irene Alves

Jorge disse...

Silenciosamente ouvindo,
Enquanto há vida há esperança, amiga Irene.
Obrigado pela sua visita!

Majo disse...

~ Grata pela partilha das excelentes fotos.

~ ~ ~ ~ Fico sempre triste...

~ ~ Dias pacientes e felizes. ~ ~

poesia de vieira calado disse...

Parece que não há dúvidas!
Mas os espanhóis é que lá estão...
Um abraço!

Jorge disse...

Majo,
Compreendo a sua tristeza que pode ser à partida um caminho para, um dia, reencontrarmos a alegria.

Jorge disse...

Vieira Calado,
Os espanhóis estão lá usufruindo das nossas raízes e da nossa cultura.
Até quando!?...
Obrigado amigo!

Lídia Borges disse...


Sem dúvida!... Dois povos com um passado comum, ainda que nem sempre pacífico.

Obrigada pela partilha.

Bj.