Porto de Sines

Porto de Sines

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

" OLIVENÇA " [2 / 3]

Em Olivença as "marcas" da Cultura e Arquitectura portuguesas estão em toda a parte.
No largo da Igreja de Santa Maria do Castelo podemos admirar o Palácio dos Duques de Cadaval, descendentes directos da Casa de Bragança.  
Pormenor do escudo dos Duques de Cadaval, encimado pela coroa de duque.

O edifício dos Paços do Concelho de Olivença, que nunca foi o palácio dos Duques de Cadaval, devendo o seu nome ao feito de que estes terão sido os "Alcaides Mayores" de Olivença.

Neste edifício deparamos com:
A Torre do Relógio.

Pormenor das armas de Portugal.

O portal manuelino radiado é do princípio do século XVI e um dos símbolos identificativos de Olivença.

Neste pormenor ampliado podemos ver o arco constituido por diferentes lóbulos, esferas armilares [símbolo das conquistas ultramarinas portuguesas], Cruz de Cristo [símbolo da Ordem de Cristo], no motivo central está  o brasão das armas portuguesas e o escudo de Olivença constituido por uma torre e uma oliveira.

Aqui foi desenhada a planta da cidade com o centro histórico urbano rodeado das muralhas,
baluartes e revelim construido após a Restauração Independência, no século XVII.
Os baluartes eram fortificações defensivas com muros até 10 metros de altura.
Destas fortificações apenas se conservam alguns lanços.

Logo seguimos para o monumento mais notável de Olivença.

A Igreja de Santa Maria Madalena, depois do Mosteiro dos Jerónimos é o melhor exemplar do estilo manuelino.
Foi mandada construir por D. Manuel I no século XVI.
É uma das obras mais notáveis em Portugal e Espanha. É um exemplo da beleza e esplendor do estilo manuelino. Na parte exterior com as falsas ameias, gárgulas e pináculos e outros elementos arquitectonicos.
No interior, além do altar-mor de estilo barroco, apresenta colunas retorcidas como o cordame de um barco e uma magnífica abóbada de cruzaria.
Cristo na Cruz
Os seus retábulos formam um conjunto barroco inesquecível.
Saliente-se ainda o seu belo órgão de tubos que parece recuperado.
O Batistério
[continua]

Fontes: Google e Guia local [adaptação]
Fotos: cajoco

16 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Maravilhas portuguesas. Onde chegaram os nossos antepassados deixaram obras notáveis.
Haverei de passar por Olivença um dia próximo.
Obrigado por esta reportagem primorosamente organizada.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Jorge!

Perante tamanha beleza de terra que já foi nossa, imagino que um passeio por ela suscitará um misto de orgulho e nostalgia - e também alguma tristeza...
Belíssima reportagem, magníficas fotos:Parabéns!

Abraço amigo e boa semana.
Vitor

MARILENE disse...

Que riqueza! Como não posso estar perto, observo todos os detalhes através do seu olhar. Registros maravilhosos. Abraço.

Mariazita disse...

Bom dia, Jorge
Como é a (2/3)... fui ver a (1/3), que me encantou tanto como esta.
Gosto imenso de visitar monumentos, e aqui tive a oportunidade de rever as belezas que conheci quando era bastante jovem (o que aconteceu há muitos anos...)
Belíssimas reportagens, tanto em fotos quanto em texto!
Quero ver se não perco a (3/3)...

Boa semana.
Beijinhos
A CASA DA MARIQUINHASMariazita

Antonio Barreira disse...

Jorge
Reservo-me para comentar, quando conhecer o terceiro e último trabalho.
Toneca

São disse...

Gostei muito de ver estas maravilhosas fotos...e que pena termos perdido Olivença!

Bons sonhos :)

A Casa Madeira disse...

Olá Jorge maravilhoso uma aula de história. Vou rever muitas vezes.
Muito interessante. Não sei porque mas gosto de gárgulas desde criança.
Tudo rico em detalhes.
Belas fotos.
janicce.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa noite, excelente foto reportagem de Olivença que já foi portuguesa, a nossa cultura está espalhada pelos cinco continentes.
AG

Magia da Inês disse...

♪♬° ·.
Sou apaixonada pela arquitetura portuguesa em todos esses inúmeros detalhes.
O que mais me chamou atenção foi o órgão de tubos... imagino que som cristalino!...

Ótimo restinho de semana!
Beijinhos.
°♪♬✿ミ

Ana Tapadas disse...

A importância de recuperar a memória história...e de que forma bela, com estas maravilhosas ilustrações!

Beijo

Magia da Inês disse...

·.✿✿ミ

╭✿╯Bom fim de semana!
╰✿╮Beijinhos do Brasil.° ·.

Majo disse...

~ Magníficos retratos do nosso património que anda por mãos alheias...

~ ~ Fico sempre triste...

~ ~ Retribuo a sincera amizade.

~ ~ ~ Abraço. ~ ~ ~

luisa disse...

Nunca estive em Olivença. :(

Silenciosamente ouvindo... disse...

Meu amigo venho desejar-lhe e à sua
Família um Feliz Natal.
Um abraço
Irene Alves

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

As fotos são belíssimas.... Muito, muito bom... Obrigado

Jorge disse...

Amig@s!
Agradeço tod@s os vossos comentários, embora imbuídos naturalmente de uma certa nostalgia, tristeza e até de dolorosa emoção. Em vossa homenagem procuro traduzi-los em súmula:

(...)Olivença é uma maravilha portuguesa[Luis Coelho](...)beleza de terra que já foi nossa [Vitor]
(..) que riqueza[MARILENE]
(...) belezas que conheci há já bastantes anos[Mariazita](...)reservo-me comentar quando conhecer o seu último trabalho[A. Barreira]
(...)maravilosas fotos...[São]
(...) uma aula de história(...) gosto de gárgulas desde criança[Jannice]
(...)excelente foto reportagem de Olivença...a nossa cultura está espalhada pelos cinco continentes[Existe Sempre Um Lugar A.G.]
(...) sou apaixonada pela arquitectura portuguesa[Inês]
(...) importância de recuperar a memória histórica [Ana Tapadas](...)património que anda por mãos alheias[Majo]
(...) Nunca estive em Olivença :( [Luisa]
(...) Retribuo os votos de Feliz Natal[Irene Alves]
(...) as fotos são belíssimas [Daniel da Silva]

Visitem Olivença!
A vossa presença contribuirá para ela ser mais portuguesa!!!

Um abraço,
Jorge