Porto de Sines

Porto de Sines

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

XACOBEO 2010

Ano Xacobeo, ano em que o 25 de Julho [dia da descoberta dos restos mortais de São Tiago] calha num Domingo. Isto sucede com uma cadência regular de 6-5-6-11 anos de maneira que em cada século se celebram 14 anos Xacobeo.

Santiago de Compostela é um dos mais importantes locais de culto do Mundo e actualmente Património da Humanidade.
Este ano estimam-se em 10 milhôes os peregrinos que visitarão Santiago.

São Tiago era um apóstolo, um seguidor, um amigo de Jesus Cristo. Veio  pregar as "boas novas" no Ocidente e na Galiza. Ao retornar à Palestina foi preso e decapitado no ano 44 D C.
A história conta que os seus restos mortais foram trazidos num navio para o Ocidente por dois dos seus seguidores, Teodoro e Anastácio.
Oito séculos depois  um ermitâo, de nome Pelágio, teve uma visão de uma chuva de estrêlas, que levou à descoberta do seu túmulo e os dos seus dois seguidores.


Visitei Santiago de Compostela em 1965 e 1972 aquando das minhas 1ª e 2ª licenças graciosas. Posteriormente em 1995 e a partir do ano 2000 todos os lustros - 6 vezes ao todo. Sempre senti tratar-se de uma cidade especial.


"Chuva e tormentas", foi o prognóstico metereológico para a caminhada do dia seguinte, que aguardávamos com certa expectativa. Previsão que desmobilizou parte dos "potenciais peregrinos", principalmente homens. As mulheres foram mais determinadas, poucas desistiram.

Peregrinar é um acto de Fé. É um caminho e como tal pressupõe um itinerário, mas não se esgotam nele, tem que se lhe associar uma intenção e um objectivo.


Estava uma manhã de céu cinzento, a prometer mais chuva que outra coisa [sol?..nem vê-lo].
A nossa caminhada prosseguia em ritmo apressado, o que não impedia que os peregrinos passassem por nós no seu passo cadenciado, apoiados na sua bengala e com a imprescindível mochila às costas.


[Um espigueiro(?) construido em 1893]


Tratou-se da reconstituição dum trecho da última etapa dos peregrinos até Compostela, pelo caminho original até ao Monte do Gozo [pouco mais de 7 Km, em cerca de 1h30].  Acabaram-se as tréguas e a chuva começou a cair com intensidade crescente.


[Capela de Santa Marta no Monte do Gozo]



À chegada ao ao Monte do Gozo os peregrinos perscrutam o horizonte à procura de avistar, pela primeira vez, Santiago e as torres da Catedral.

Conta a tradição que,  no Cabo Finisterra, os peregrinos queimavam as roupas e banhavam-se no Atlântico para nova descoberta pessoal, para uma nova vida, um novo caminho.


A entrada na Catedral, de estilo românico, onde se encontra o túmulo de São Tiago, é o objectivo final de quem percorre os "Caminhos de Santiago".

O mais importante é o Caminho Francês, com cerca de 900 Km, que os peregrinos percorrem em cerca de 20/25 dias, caminhando cerca de 9 horas por dia.


A Porta Santa  [ encimada pelas estátuas de São Tiago, ladeado pelos seus dois seguidores Teodoro e Anastácio]  está sempre fechada, excepto nos Anos Santos [sòmente abre no dia 31 de Dezembro] e nos  Anos Xacobeos [está aberta todos os dias].
A fila era longa e sinuosa, todos aguardavam a sua oportunidade para fazer o deambulatório [entrar, passar por detrás do Santo, abraçá-lo nas costas e passar pelo túmulo que contem as suas relíquias].


O Botafumeiro, famoso turíbulo, maior incensário do mundo, é puxado por oito tiraboleiros, vestidos de vermelho, que puxando as cordas o põem em movimento [á esquerda na imagem].

Antigamente o incenso do botafumeiro servia para disfarçar o mau cheiro dos peregrinos que pernoitavam dentro da Catedral.


[Partida para o regresso de malas aviadas]

19 comentários:

Kimbanda disse...

Estimado amigo Jorge.
Adorei esta sua postagem, por motivos muito pessoais que aqui não cabe referir.
Deixo-lhe um link do blog do amigo H.Gabriel, artista plástico e que já fez os vários caminhos e de diversas formas, onde pode eventualmente encontrar matéria interessante.

http://caminhossantiago.blogspot.com/

Deixo o meu kandando e até breve.

Vitor Chuva disse...

Olá Jorge!

Ainda que não sendo propriamente um crente ou alma religiosa, foi com enorme prazer que fui a Santiago, visitei a catedral e por ali andei, naquele que é um lugar muito bonito, acolhedor, impregnado de história - e onde nos sentimos bem.
E ainda não desisti da ideia de um dia lá voltar, como caminhante, já que é essa parte que mais me seduz; fazer o caminho de Santiago acompanhado - à descoberta e à conversa com muitas outras pessoas que gostam de o fazer.
Pode ser que um dia calhe ...


Gostei de ler; gostei da sua descrição.

Um abraço amigo.
Vitor

Regina Rozenbaum disse...

Jorge, amigo, amado!
Fizestes essa caminhada? É um dos meu vários sonhos que ainda hei de realizar! Tenho amigos aqui que fizeram o percurso grande...retornaram outros.
Beijuuss n.c. + Xião de tanta alegria por essa partilha!

www.toforatodentro.blogspot.com

Graça Pereira disse...

Meu Amigo
Há quatro anos estive lá! O meu desejo era fazer o caminho a pé, contudo, o grupo que foi no autocarro, partiu do Porto com o espírito de peregrino...Houve momentos de oração, silêncio e troca de testemunhos, respondendo á pergunta: Porquê a escolha de Santiago?
Foi um dia extraordinário. Gostaria de voltar lá outra vez porque realmente há uma mistíca que nos enche.
Obrigada pela tua reportagem...muito boa!
Beijo
Graça

manuel marques disse...

Obrigada pela partilha deste excelente post.

Abraço.

Jorge disse...

Kimbanda Amigo,
Segui a sua sugestão e visitei o blog "caminhossantiago" onde colhi óptimas informações tendo, inclusivé, deixado lá a minha opinião. Kanimambo!
Um abraço.

Viva Vitor,
Obrigado pelo seu comentário que, como os demais, leio sempre com atenção e prazer.
Um abraço e boa uma boa semana.
Jorge

Rê Amiga,
Fico feliz pelo teu comentário.
Claro que fiz a caminhada dos 7 km, tendo até tempo para tirar umas fotos e recuperar a marcha. Faço isto de rotina.
Bj amigo,
J

Olá Graça,
Grato pelo teu comentário, foi bom lê-lo.
Trata-se de uma simples descrição que traduz a minha maneira habitual de escrever.
Bj
J

FlorAlpina disse...

Olá Jorge,
Obrigado pela partilha de tão belo texto.
É uma das caminhadas que tenho muita vontade de fazer, assim se proporcione...


Abraço dos Alpes

Rosane Marega disse...

Que passeio mais lindo! e que bom dividi-lo conosco.
Beijosssss

Multiolhares disse...

conheço Santiago visitei uma única vez, mas fiquei com vontade de voltar
Bj

Janita disse...

Olá Jorge.
Obrigada pelo seu amável comentário no meu "Cantinho".
Gostei de saber dessa sua romagem até Santiago. Deve ter sido, de facto, muito enriquecedor para o espirito. As imagens mostram muito desse percurso e o texto é bastante elucidativo da importância que isso teve para si.
Esse é um caminho que eu nunca percorri. Quem sabe, um dia...
Abraço amigo.
Janita

Jorge disse...

Olá Janita!
É sempre bom sentir a sua presença aqui à beira-mar.
As romagens a Santiago fazem parte da caminhada da minha existência, tendo sido a reconstituição do último troço do Caminho de Santiago e a entrada pela Porta Santa até ao ao altar de São Tiago os pontos mais altos desta viagem.
Um abraço do amigo,
Jorge

Aqui - Ali - Acolá disse...

Olá Jorge bom dia:

Belo post bem explícito e com fotos maravilhosas onde faz criar o desejo de se poder visitar um lugar tão rico.

O texto bem contornado dá uma imagem daquilo que é este local tão famoso a nível mundial.

Capital da Galiza, este local com uma história tão rica, leva qualquer pessoa a ter o desejo de a visitar e ver a sua grandiosidade.

Parabéns por este belo post.

Abraço.

Jorge disse...

Aqui Ali Acolá,
Grato pelo seu comentário especial, como o considero.
Um abraço.
J

lepac disse...

Para grande surpresa minha participei numa dessas "caminhadas" a Santiago.
Creio que fomos até La Corunha...
E já lá vai perto de meio século !!!
É bom sinal.
Não conhecia a foto !
Parabéns pala magnifica reportagem e pelo reviver de boas recordações.
Grande Abraço
Luís

Florentino disse...

As imagem falam po si adorei viajar com vc

Jorge disse...

lepac,
Companheiro nesta caminhada fraterna da vida; obrigado pela tua sempre generosa opinião.
Daqui te envio um grande abraço, desejando-te bom fim-de-senana.
Jorge

Jorge disse...

Amigo Florentino,
Boas-vindas. Obrigado pelas palavras amáveis que aqui deixou.
Abraço,
Jorge

Maria Ribeiro disse...

Jorge : amigo, um post grande ,lindo, recheado de "ajudas" ao leitor, que muito contribuem para o surpreender.Por acaso ,conheço bem, porque lá tenho família...
Mas passei aqui, principalmente para reatar os nossos contactos, pois há muito que, indesculpavelmente ,não vinha.
Abraço de
LUSIBERO

Jorge disse...

Viva LUSIBERO!
A sua visita é sempre uma honra, digna de passadeira vermelha.
Já reatei os nossos laços, na data memorável dos CEM ANOS da República, que a minha Amiga tão bem recordou no seu magnífico tema.
Abraço do amigo,
Jorge