Porto de Sines

Porto de Sines

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Adeus Verão. Olá Amigos!!






Antes de mais, quero cumprimentá-los e saudá-los, dando-lhes conta da retoma de actividade do Azimute.

UM... ATÉ BREVE!!... não o foi na verdadeira acepção da palavra, mas acabou por sê-lo [pelo menos para mim] uma vez que o tempo passou "num abrir e fechar de olhos".

O silêncio que alcancei nas minhas evasões para o Barrocal Algarvio [entre o Litoral e a Serra], onde mora a tranquiliade, fez-me sentir melhor. Ali tenho liberdade e não há limitações nenhumas. É puro descanso com a natureza por companheira. O silêncio possibilita-nos reparar nas coisas mais simples e valorizar o que é belo. Ouvir os sons da natureza.

Quem não se lembra do som característico das cigarras nos dias quentes de Verão? O seu canto é não só uma das armas de sedução dos machos para atrair as fêmeas, mas também para alertar para a presença de predadores.
Das borboletas [flores que voam], que quando alguém as quer caçar não fogem seduzem. São tão vaidosas que chegam a irritar.
Os gafanhotos herbívoros, por vezes de comportamento canibal, quando há a escassez de alimento e devoram-se uns aos outros.
As sardaniscas a aquecerem-se ao sol, ao início da manhã para ganharem mais mobilidade.
Os pardais buliçosos, quais galinhas, espojando-se na terra.

O Barrocal é interessante tem muito para se ver, pena é que seja a região mais pobre do Algarve.



Muitas alfarrobeiras, amendoeiras, tristes, silenciosas e abandonadas com o chão pejado dos seus frutos sem que alguém se disponha a apanhá-los e colhê-los? O mesmo vai já acontecendo com as laranjeiras. Os tempos mudaram, o custo da mão de obra não compensa. Havendo quem dê as alfarrobas e as amêndoas só pela limpeza do terreno. É mesmo assim!...

Aproveitei o tempo para recarregar baterias através das minhas caminhadas matinais e respirando ar puro, revisitando o litoral, a serra e... passeando um pouco.
Tudo isso procurarei partilhar convosco, na medida do possível.

UM ABRAÇO E... BOA SEMANA!!
Jorge

20 comentários:

Fernanda disse...

Olá Jorge!

Todo o seu texto me fez recordar o Algarve que também conheço e que tão bem aqui mostra.

Para alé de todas as amendoeiras e alfarrobeiras abandonadas, semi ou completamente mortas, lembro-me de que, nesta época, está também o chão pejado de romãs (que eu adoro) que ninguém mais colhe...
Que pena...

Do sossego e paz eu também sei.
Quando para aí vou, nem quero saber de TV, nada, só leitura e rádio, não dispenso a música.

Fico horas a ouvir os ralos, os grilos, os pássaros...e as longas caminhadas ao entardecer com o sol no horizonte...

Abraço,

Na casa do Rau

Rosane Marega disse...

Hum...e como é perfeita a natureza!
Beijosss e espero que tenhas aproveitado bem,cada segundo dos lindos dias que passaram.

Graça Pereira disse...

Olá Jorge
Vejo que as férias deram para descansar e tranquilamente,
Como demoraste tanto tempo, pensei: deu um pulinho até Moçambique (estou a brincar).
Fico á espera dos teus relatos e sê bem-vindo!
Beijo
Graça

Regina Rozenbaum disse...

Ué? Fui barrada no baile? snif, snif
Postei comentário cedinho mesmo e não o vejo aqui... De qualquer forma repito: estou muito feliz com seu retorno! Senti sôdades, doces, docê.
Bem-vindo amigo querido, e espero que nos brinde com muitas histórias desse tempo que esteve recarregando as baterias.
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Luís Coelho disse...

Olá bom regresso
Parece que algumas pessoas já trocam as férias na praia por férias no campo e na serra.
Eu sou um sortudo pois passo 365 dias no campo perto do mar - 20 km.
Aqui saboreio o silêncio e as maravilhas que Deus nos dá de flores e animais, de água e de frutos.
Hoje fui prender as cabras numa ponta do quintal e aproveitei para tomar o pequeno almoço debaixo das figueiras-pingo de mel.
Foi divinal. Maduros, doces e tão apetitosos....
Um abraço e ...mãos ao trabalho! Venham de lá essas ideias que tanto gosto de ler.

Vitor Chuva disse...

Olá Jorge!

Começo por juntar-me ao coro de boas vindas dos que primeiro do que eu já o fizeram.
Pelo resumo feito da sua estadia dá para perceber que coreu lindamente, junto de toda essa natureza rica que desperta os sentidos, e nos faz valorizar mais este mundo em que vivemos.E, agora, vamos ficar à espera do relato em fascículos dessa aventura por terras algarvias ...

Abraço amigo.
Vitor

Jorge disse...

Meus Amigos,
Acácia Rubra,
Regina Rosenbaun,
Kimbanda,
Janita,
Flor Alpina,
Luis Coelho e
Mnuel Marques,
Para mim a recepção e publicação dos vossos comentários é sempre um acto de solene expectativa.
Aconteceu que, ao tentar eliminar um rascunho desta postagem, inadvertidamente eliminei o original+7 comentários - os vossos.
Fui [sou] um pouco desastrado pelo que vos peço imensa desculpa.
Prometo ser o mais cuidadoso possível para a próxima vez.
Um abraço para todos do amigo,
Jorge

Jorge disse...

Olá Fernanda!!
Bem-vinda ao Azimute. Foi bom ler o seu comentário.
As pessoas têm cada vez mais a noção que não podem ser felizes longe da Natureza.
No Algarve também dispenso a TV em favor do JN e da leitura.
Um abraço,
J

Jorge disse...

Olá Rosane!
Obrigado pela visita e pelo comentário especial.
Há quanto tempo?
Bj
J

Jorge disse...

Graça Amiga,
Obrigada pela tua presença especial e amiga.
Privilegio as minhas evasões para: "aqui, ali e acolá" [sem plagiar um blog amigo]], às férias.
Infelizmente não fui a Moçambique [quem dera]. A situação por lá não é famosa. As desigualdades sociais e o aumento do preço dos bens essenciais fazem com que o povo não tenha que comer...
Espero não desiludir as tuas expectativas.
Bj
J

Jorge disse...

Rê Amiga,
Antes de mais obrigado pela sua saudação muito amável e tão característica.
Barrada? Nem pensar!!
Foi cedinho, foi! Já, um pouco acima, me penitenciei. Mais uma vez peço desculpa pelo inconveniente da situação.
Bj amigo
J

Hana disse...

Como é grande e lindo o poder da natureza, que nos encanta, amigo meu, obrigada pelo carinho no meu cantinho, seu post ta show de verdade, que vida linda maravilhosamente simples e linda aiiiiiii é que esta a beleza no simples.Ja que é um apaixonado tbem pela natureza vai lá em meu blog, tem uma flor lilás, e pega p/ vc de presente, eu doo com imenso afeto, viu de coração!!
com carinho
Hana

sandra Freitas disse...

Jorge meu bom amigo, as vezes precisamos de umas retiradas estratégicas pra recarregarmos a bateria.
Estou nessa fase, por isso tanto tempo não apareço, mas vim te dar meu abraço de bom retorno.
beijinhos..

Maria disse...

Amigo, fico feliz por ver que veio com as suas bateriais recarregadas.
O contacto com a natureza é sempre uma forma maravilhosa para nos aliviar do stress e inquietações do dia-a-dia.
Adoro ouvir o som das cigarras nas árvores e dos grilos á noitinha.
Bom fim-de-semana
bjs do tamanho do infinito
Maria

Jorge disse...

Amigo Luis,
Grato pelos seus comentários muito especiais e que aprecio imenso.
A Natureza faz parte de nós, esquecemo-nos muitas vezes que somos seres naturais.
Também gosto de saborear os frutos que colho nas árvores.
Um abraço e um bom Domingo.
Jorge

Jorge disse...

Viva Vitor!
É um grande prazer revê-lo aqui no Azimute.
Sempre privilegiei o contacto com o campo com a natureza.
Os fascículos poderão ser um pouco desencontrados, mas procurarei ir de encontro às suas expectativas.
Um abraço e um bom Domingo.
Jorge

Jorge disse...

Olá Sandra,
Obrigado pelo seu abraço que retribuo com amizade.
Jorge

Jorge disse...

Olá Maria,
É bom revê-la aqui no Azimute. É uma lufada de ar fresco do tamanho do infinito. Obrigado!
Bj amigo,
J

Jorge disse...

Hana,
Obrigado pelo seu comentário e pelo seu presente que já "está presente" no Azimute.
Uma boa semana para si.
J

Laura disse...

Olá moço, tambéme stive por lá, percorri quase tudod e carro, o Algarve parece África pena ter locais tão abandonados que metem dó, tanta casa caída, e tanta gente podia endireitá-las e viver lá, é tão vasto, profundo, mas, preferem as cidades, é bom aquele isolamento, por vezes faz bem à alma...

Só fui em Setembro assim ainda havia muita gente mas em Agosto é impossivel, é demais..

Um beijinho e haja descanso..laura