Porto de Sines

Porto de Sines

domingo, 23 de maio de 2010

O meu irmão

Jorge & Zito

O nosso irmão é boa companhia,
tanto na tristeza como na alegria.
O nosso irmão faz-nos sentir poesia,
abrindo uma janela que só ele sabia.

Um irmão delicado que nos fala verdade,
e nos ajuda a viver a nossa liberdade.
Tu estás, meu irmão tão a mim ligado,
que nesta ocasião só te digo obrigado.

21 comentários:

Kimbanda disse...

Dedicatória com muito carinho e que bom é sentir a delicadeza do trato e a proximidade.
Num tempo em que familia e, amizade para alguns já não tem a importância que lhe conheci, fico sensibilizado e me cabe inteiramente este artigo, pois estou recebendo muito apoio do meu mano mais velho.

O prazer de aqui vir a esta casa é grande.

Forte kandando amigo e desejos de uma óptima semana.

Florentino disse...

lindo poema ,., gostei de ler

manuel marques disse...

Lindíssima homenagem a um irmão.

Abraço.

Jorge disse...

Kimbanda Amigo,
Algo temos em comum, para além da proximidade e da amizade dos nossos irmãos: o prazer da partilha, o apoio e encorajamento recíprocos.
Um forte abraço,
Jorge

Jorge disse...

Olá,Florentino,
Bem-vindo! A tua opinião é um incentivo para esta partilha Lusófona, que espero seja agradável para ambos.
Um forte kandando [parafraseando o amigo Kimbanda].

Jorge disse...

Manuel Marques,
Obrigado, pela sua conceituada opinião.
Um abraço.

Multiolhares disse...

Deve ser bom ter um irmão
Para poder partilhar
Os momentos em família
Verdadeiro amor poder dar

muito bonito o carinho que mostras pelo teu mano,que a luz da vida sempre vos una
beijinhos

Valéria Sorohan disse...

Deve ser um irmão realmente especial, para receber tão bela homenagem.
Obrigada pelo carinho que tens com o meu blog.

BeijooO'

José Sousa disse...

Só preciso lhe dizer que este, como os outros, é um lindo poema. Irmão é irmão... pena que só tenho irmãs

Um abração

Marliborges disse...

Que lindo, Jorge!
Zito é teu irmão e amigo. É assim que sinto essa homenagem e observo na foto. Parabéns, agradeça a Deus. É uma dádiva divina essa amizade entre irmãos, sabia? Pergunte aos espíritas, eles tem conhecimento sobre isso e sabem explicar muito bem essa minha afirmação.
Parabéns pela postagem. O poema é lindo e a foto também!!! bjssssss

Regina Rozenbaum disse...

Sabe Jorge, como o José também só tenho irmãs (cinco!!!)e amo cada uma delas de maneira única! Ao longo da vida fui ganhando alguns irmãos (e é realmente diferente...)e me sinto abençoada por tê-los ao meu lado. Mesmo não tendo o mesmo sangue, correndo nas veias, são, muitas e muitas vezes para além de qualquer DNA. Um presente de D'US!
Beijuuss n.c. amigo, amado!

www.toforatodentro.blogspot.com

Jacque disse...

Que LINDO !!!!!!!!!!!!! adorei...
Vim agradecer seu comentário no Blog: SENTIMENTOS.
Até o final da semana já tem outro vídeo lá... Apareça, por favor.

Beijo

Luma Rosa disse...

Quem tem irmãos nunca se sente sozinho, principalmente quando os pais partem desta vida! Beijus,

Jorge disse...

Multiolhares,
Obrigado, pelas palavras amáveis que aqui deixaste.
Bjis

Valéria,
Um irmão é sempre algo de especial.
O carinho é um agrado recíproco.
BjiS

José,
Bem-vindo ao Azimute, ainda bem que gostou.
Gosto também de viajar até ao seu espaço, que me agrada pela irreverência.
Um abraço.

sandra Freitas disse...

Jorge meu doce amigo, obrigada por tua visita sempre tão edificante...
linda tua homenagem aos teu irmão, tenho dois e não imagino a vida sem eles..
Bjo carinhoso

Uma Brasileira disse...

Como é bom ter irmãos assim!!!
Eu, por sorte tenho 5.


Abraços do tamanho do oceano que nos separa.

Graça Pereira disse...

Jorge
É tão bonita a Amizade entre irmãos quando é sentida como a que aqui demonstras... Também só tenho um irmão...e fomos sempre toda a vida, muito unidos e presentes na vida um do outro...
Um abraço aos dois manos...
Graça

Jorge disse...

Marliborges,
Surpreendido, por tão agradável comentário. Certamente, não só seguirei o seu conselho, como também irei ao seu blog, saudá-la.
bji

Rê, Amiga,
Obrigado. Também tenho duas irmãs.
Recordo um texto seu, em que falava das suas raizes familiares e das suas cinco irmãs.
A vida familiar, é a única experiência social, comum a todos os humanos.
Um abraço amigo.

Jacque,
Sempre a considerá e a acompanha´-la.
bj

Luma Rosa,
Outra aradável surpresa.
Os irmãos estão sempre connosco, são parte de nós.
Visitá-la-ei e aguardo com expectativa as suas opiniões.
bj

puga assis disse...

Foi grande a minha surpresa
E maior a emoção!
Gesto de tanta nobreza,
Só mesmo de ti, MEU IRMÃO!

Quem nasceu para ser zito,
Sonhará sempre em vão,
Se não tiver um amigo,
Assim como tu, MEU IRMÃO!

Mesmo com o coração ferido,
Dás amor e atenção
Para à vida dar sentido!!!
Só mesmo tu! MEU IRMÃO!

Jorge disse...

Sandra,
È sempre com prazer, que partilho o perfume da rosa.
bj amigo,
J

Uma Brasileira,
Vais ficar surpreendida, mas já eras seguidora [e ele teu] do meu irmão.
Abraço amigo,
J

Graça Amiga,
Já conhecias, sem saberes, o meu o meu irmão.
Foi bom, como sempre, ler o teu comentário.
bj
J

Jorge disse...

ZITO, MEU IRMÃO,

O teu admirável [e não menos surpreendente] poema, desarmou-me... Obrigado!

Nos altos e baixos desta vida
Estivemos intimamentes ligados,
Reciprocamente nos demos guarida,
Avançando com vínculos reforçados.

Jorge