Porto de Sines

Porto de Sines

quinta-feira, 12 de junho de 2014

* ESTA PRIMAVERA VAMOS ESPANTAR A CRISE *


É o mote de um passatempo inovador organizado e apoiado por diversas entidades, entre as quais a Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal, Câmara Municipal de Sines e Agência Abreu, visando nesta época de crise motivar as pessoas para    fazerem as suas compras no Comércio Tradicional.


Eis alguns dos * ESPANTALHOS*,  valioso contributo  do ímpeto creativo dos comerciantes de Sines que com eles adornaram o exterior das suas lojas, motivando a população local, dando  as boas-vindas aos visitantes e afastando para bem longe a crise [ ave não tão rara quanto isso] que nos assola.

Este passatempo primaveril aproxima-se da reta final [até 21 de Junho]. Aproveitem esta bem intencionada iniciativa para visitar Sines e fazerem as suas compras no Comércio Tradicional.



Convido os amigos a manifestarem-se sobre qual dos *espantalhos* consideram  mais patusco.

Fotoautor: cajoco

36 comentários:

Regina Rozenbaum disse...

Olha Jorge, se foram feitos com a intenção de espantar a crise, vou te contar: não vão não! É que todos, na minha humilde opinião, são muito bonitinhos!
Beijuuss

Jorge disse...

Regina Amiga,
Lá bonitinhos são. Pelo menos servem para dispor bem e atrair os sinienses e os visitantes.

Jorge disse...

Jorge
Como sempre oportuno e atento ao que se passa na sua
cidade. O " espantalho " mais patusco, para mim, é
precisamente o último.
Um abraço,
Toneca

Jorge disse...

Toneca,
Registo e agradeço o seu comentário enviado por e-mail.
Uma boa semana para todos!

© Piedade Araújo Sol disse...

era bom que a crise tivesse medo dos espantalhos.

gostei muito destes!

beijinho

Bom fim de semana.

:)

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Estava com o comentário quase feito mas tive de sair e não o concluí.
Perdeu-se.
Gosto dos espantalhos mas esses são muito finos. Os que antigamente faziam por cá eram um horror.
Estou certo que todos ficarão de parabéns por esta iniciativa.

Ana Tapadas disse...

É uma ideia muito engraçada, sim senhor! Gostei muito daqueles dois junto à caixa do correio, mas é difícil decidir...todos são «giros»!

Beijo

Magia da Inês disse...

°º。✿✿彡
Gostei do terceiro, o único espantalho feminino... muito criativo!!!!

°º。✿
Bom fim de semana!
Beijinhos do Brasil.✿º°。

Jorge disse...

Piedade,
Obrigado! Fotografar é sentir que os amigos estão do outro lado.

Jorge disse...

Luis Coelho,
Espantalhos janotas que, em vez de espantar como os das sementeiras, atraem o olhar de quem por eles passa.
A intenção da iniciativa - atrair as pessoas para o Comércio Tradicional- é sempre de louvar.

Jorge disse...

Ana,
Serem todos "giros" dificulta certamente a escolha e... ainda bem.
Obrigado!

Jorge disse...

Inês,
Grato pela participação.
O Brasil, agora com o Mundial, deve estar em "polvorosa"...

redonda disse...

Têm todos um ar tão simpático :)

Aqui - Ali - Acolá - O Irmão disse...

Talvez com estes lindos espantalhos no governo a crise pudesse amenizar porque os que lá estão mexem-se para todos os lados ao jeito daquilo que mais lhes convém.

O primeiro palhaço faz-me lembrar alguém que foi um dos mais responsáveis pela crise que este país atravessa.

Um post muito atractivo de belas imagens onde as cores são sempre a distinção que muito nos surpreende à primeira vista.

Daqui deste meu novo Blog que irá ser mais dedicado à fotografia e de vez em quando algum tema de interesse geral eu emito este comentário onde o poderá visitar caso o deseje.

Abraço e tudo bom.

Mariazita disse...

A escolha é difícil, são todos muito giros, mas eu voto no segundo - é giríssimo!
É evidente que eles não vão conseguir espantar a crise - para isso seria preciso muito mais, mas acredito que atraiam pessoas, quanto mais não seja para os ver.
O comércio local bem precisa de apoio, pois os grandes centros comércios têm-lhe infligido rudes golpes.

PS - Em 61 estava eu em Angola - "abri" o dito terrorismo :)))
Para Moçambique fui em 63.
Não conheço ninguém que, tendo estado no "Ultramar" não tenha saudades - apesar de tudo que por lá se passou.

Beijinhos

oteArt disse...

jajaja!! divertidos y creativos...ojala sea un exito. saludos

Pérola disse...

Quanta imaginação!

Gostei muito da ideia e da partilha.

Beijinhos

Jorge disse...

Redonda,
A simpatia faz parte da vida ;)

Jorge disse...

Aqui-Ali-Acolá-O Irmão,
O jeito deles tem de ser descodificado, atendendo às suas tomadas de posição irrevogáveis.
Grato pelo seu imaginativo comentário.
Procurarei estar atento às suas fotos.

Tétisq disse...

uma bela ideia...

JUAN FUENTES disse...

La creatividad ayuda a los fotógrafos,y en esta serie tu lo conseguiste

Zilani Célia disse...

OI JORGE!
COMO NÃO SEI O QUE É PATUSCO, VOTO NO MAIS BONITINHO, PARA MIM, É O MACACÃO AZUL, O TERCEIRO DE BAIXO PARA CIMA.
ACHEI BEM INTERESSANTE A INICIATIVA, TOMARA QUE CONSIGAM MANDAR A CRISE EMBORA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Jorge!

Muito bem pensado.Já que a senhora crise faz lembrar aqueles grandes passarões que comiam os figos, e não só.

Estão todos muito jeitosos, os espantalhos,e o meu favorito é aquele sujeito todo bem vestido, mas com o fato remendado - bem representativo do dos tempos que correm...

Oxalá que a ideia resulte!
Boa semana e um abraço amigo.
Vitor

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde,
Para o meu gosto o primeiro espantalho é o mais patusco, sobre a crise, esta vai durar enquanto o grande capital quiser, quando mais crise mais eles enriquecem , no meu caso tenho a preocupação de comprar artigos portugueses, a crise passa quando os benefícios ficais acabarem para os amorins, pingo doce e outros mais com sede na Holanda, já agora os portugueses deviam de saber qual o valor destes senhores declarados no IRS.
Fique bem
AG
http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Jorge disse...

Mariazita,
Uma escolha compreensível.
Os centros comerciais são os "glutões" do Comercio Tradicional.
É sempre bom aproveitar para reviver um pouco daquilo que fizemos e deixamos em África.

Jorge disse...

oteArt,
Divertidos ou patuscos são dois termos que qualificam muito bem esta iniciativa.

Jorge disse...

Pérola,
As pessoas inspiraram-se naquilo que foram capazes de fazer e... com o mérito aqui reconhecido. Obrigado!

Jorge disse...

Tetis,
Uma ideia que estimulou positivamente a inspiração dos nossos comerciantes.

Jorge disse...

JUAN FUENTES,
Se algum mérito houve, foi o dar visibilidade a essa criatividade.

Jorge disse...

Zilani Célia,
O termo patusco foi utilizado com o sentido de divertido, cómico...
As escolhas são, para mim, todas elas uma boa opção e estimulam a creatividade dos seus autores.
A crise parece que veio para ficar, não nos vai largar assim do pé para a mão...

Majo disse...

~
~ ~ Vamos ver se o meu comentário "entra" desta vez!

~ ~ Que iniciativa divertida e e alegre!

~ Não faltou engenho e criatividade para animar as ruas da sua cidade.

~ Bem precisamos de bom humor!

~ É difícil escolher, todos os bonecos estão fantásticos, mas elejo a 3,
a palhaça, ao lado da vitrine da loja de modas.

~ ~ Um Verão excelente e muito feliz. ~ ~

~ ~ ~ ~ ~ Abraço. ~ ~ ~ ~ ~

Jorge disse...

Vitor,
É sempre bom ter novas ideias, encontrar motivos de inspiração e poder partilhá-los com os amigos.

Jorge disse...

Existe Sempre Um Lugar,
Acompanho-o na preocupação de dar preferência aos produtos portugueses.
A crise resulta de os benificiados e os sacrificados serem sempre os mesmos.
Estamos nas mãos de incompetentes que ademais carecem de escrúpulos.
Grato pela sua opção e comentário.

Jorge disse...

"São todos muito bonitinhos, divertidos e criativos", dizem. Outros/as arriscaram a sua escolha.
Sendo assim, eis o resultado da votação:
1. 2 votos 6.1 voto
2. 1 " 7.1 "
3. 2 " 8.1 "
4. 0 " 9.0 "
5. 0 " 10.1 "
Aguardemos então pelo resultado do concurso.
Obrigado a todos/as!

Jorge




São disse...

Que interessante post!

Espantemos , sim, a crise e, principalmente, quem a causou!

Não sou capaz dfe escolher um, até porque todos são engraçados...e necessários :)

Bom fim de semana

Jorge disse...

São,
Temos que adotar políticas que melhorem o respeito, a convivência e o civismo dos cidadãos.