Porto de Sines

Porto de Sines

terça-feira, 30 de outubro de 2012

CORDOBA > CENTRO HISTÓRICO > SINAGOGA [2/2]





A Sinagoga, construída em 1315, é o que restou em Andaluzia após a expulsão dos judeus em 1482 [embora não seja mais utilizada como templo]. É uma das mais antigas sinagogas de Espanha. O exterior é simples. A entrada para o edifício é alcançada através de um pequeno pátio.

No interior há requintados arabescos em estilo mudjéjar [arte hispano-mourisca] utilizando argila e gesso.


Parede leste, tabernáculo, com inscrições em hebraico.


Parede Sul

Parede Ocidental


Parede Norte


Teto de madeira da sala de oração, deste pequeno templo judaico.

A Sinagoga passou por várias fazes de restauração até à sua inauguração em 1985.

.
Texto : Google e informação no local 

Fotos:cajoco




13 comentários:

VENTANA DE FOTO disse...

Visita contente o seu para a minha cidade, eu recomendo que você de volta novamente em maio para visitar seus pátios famosos. Tenho certeza de que você vai gostar.

Bons lugares que você visitou e você muito bem documentado.

Um abraço
http://ventanadefoto.blogspot.com.es/

oteador disse...

que pena que esa mezcla de estilos y culturas no llevaran a mejores puertos....saludos

Jorge disse...

Ventana Amiga,
Bem-vinda ao Azimute. Agradeço o seu testemunho e o valioso comentário.
Fotografei também as ruas e os pátios mouriscos, que espero brevemente publicar no Scorpio.
Outro abraço,

Tunin disse...

Jorge, estas fotos-informações são muito valiosas. A gente contempla e não quer deixar de contemplá-las.
Lindamente artístico!
Abração.

Graça Pereira disse...

Uma sinagoga bem característica dos templos judaicos. Um interior belissimo convidativo à oração e à união.
Obrigada por nos teres trazido estas imagens.
Beijo e bom feriado.
Graça

Ana Tapadas disse...

Que maravilha de foto-documentário!
Uma edição, realmente, muito interessante!

Beijo

BlueShell disse...

Espetacular! Te agadeço...pois se não fosses tu eu nunca teria tido oportunidade de ver semelhante beleza1 E as fotos ajudam, pois estão mgníficas. Um beijo
BShell

Luís Coelho disse...

Bonitas fotos Jorge.
Esta é uma das que está bem restaurada.
Muitas outras foram transformadas em igrejas tendo-lhes retirado muita da sua arte primitiva.

Não posso julgar o Zé da Ribeira. A vida foi má para todos. Podia ter casado e serem felizes mas a mãe dela não deixou e cada um foi para seu lado.

Depois de muitos anos que não se procuraram nem mostraram interesse mutuo acabaria mesmo o amor entre eles o que não invalida que o pai lhe atribuísse a mesma herança que aos restantes.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Jorge!

Começo com uma confissão: não dei conta de que este fosse um novo post, quando por cá passei...
Que, tal como o primeiro, está aqui muito bem documentado com fotos muito bem tiradas da bonita e exótica arqitectura que retrata. Parabéns!

Bom resto de fim de fim de semana; um abraço amigo.
Vitor

Jan Puerta disse...

Grandes detalles...
Un abrazo

Jorge disse...

Tunin,
Fico satisfeito pelo prazer que as minhas fotos te proporcionaram, o que para mim significa um elogio que agradeço.

Jorge disse...

Luis Coelho,
Obrigado pelo comentário, que muito considero.
Compreendo a atitude do Zé da Ribeira. São vidas que se cruzam e a própria vida lhes dá novo sentido.

Regina Rozenbaum disse...

Muito lindo. Gostaria de conhecer um dia. Apesar que essa época, foi mais uma mancha - terrível e dolorosa - na história do povo judeu...expulsos e espoliados!
Beijuuss