Porto de Sines

Porto de Sines

quarta-feira, 9 de maio de 2012

"Cruz de Portugal"

A nascente de Silves encontra-se a enigmática e de incontestável beleza "Cruz de Portugal". Trata-se  muito possivelmente de um cruzeiro do século XV ou início do século XVI esculpido em calcáreo branco.

Os motivos artísticos que evidencia são atribuidos ao gótico florido, muito embora haja quem ostente que a "Cruz de Portugal" apresenta motivos e símbolos manuelinos.


Esta obra, classificada como Monumento Nacional desde 1910, mede cerca de 3 metros de altura e ostenta um minucioso trabalho escultórico



representando numa face   Cristo crucificado



e do lado oposto Cristo descido da cruz nos braços de sua mãe.

Misterioso é o facto de se atribuir à cruz o nome de "Cruz de Portugal", o que permite conferir leituras diversas no que concerne às suas origens. Contudo, uma das teses mais defendidas é de que a cruz foi objecto de oferta à cidade pelo então Rei de Portugal, D. Manuel I, quando a Silves se deslocou, em 1499, para acompanhar a trasladação dos restos mortais do seu antecessor, o rei D. João II,  que na Sé de Silves se encontrava sepultado, para o Mosteiro da Batalha.


Na base do monumento pode observar-se a data de 1824 que muito provavelmente corresponderá à data da efectivação da base.


Fonte: Extrato de um folheto editado pela C. M. Silves                                                                              Fotos: cajoco

11 comentários:

Ana Tapadas disse...

Bom dia,
esse monumento é uma pérola.
cada vez gosto mais do seu blogue.


Beijo

quem és, que fazes aqui? disse...

Imagens de Mestre revelando uma obra escultórica também de um Mestre.

Jorge, desculpe a cópia que estou deixando em todos os blogues dos Amigos. Mas, começo hoje um continuar de estar e, por isso, não tem linhas demarcantes este meu novo blogue.
Talvez olhe, muitos dias, para a velha acácia do ontem e para as suas flores e sinta a saudade do céu azul, rendilhado de tons vermelhos, e do sussurro distante do mar, do meu...
Estou aqui, assim... em http://quem-es-que-fazes-aqui.blogspot.pt/ mais uma vez.

Beijo

Laura

Fê-blue bird disse...

Mais uma excelente post.
Obrigada pela partilha de conhecimento.


beijinhos

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Jorge!

Por curiosidade, passei por aqui.E não encontro o comentário que cá deixei no dia 10; ou será que deixei...?

A obra é digna de louvor, tenha-se, ou não, alguma inclinação de natureza religiosa.Aliás, uma boa parte das grandes obras de arte por este mundo fora estão, duma forma ou doutra,ligadas à religião.

Na minha única ida a Silves não tive muita sorte, devo dizer: ruas escavadas por todo o lado, muita poeira no ar - e tivemos que de lá fugir...

Lindas fotos, interessante o tema; parabéns, e bom Domingo.

Vitor

Maria Rodrigues disse...

Amigo Jorge como sempre excelentes fotografias para nos dar a conhecer mais uma peça de arte maravilhasosa do nosso País.
Bom domingo
Beijinhos
Maria

Tunin disse...

São sempre bem aplumadas as tuas excelentes fotos. Os objetos das fotos parecem vivos. Que maravilha!
Abração.

Jorge disse...

Amigo Vitor,
Não recebi o comentário do dia 10.
Obrigado por ter insistido no seu comentário, que é um contributo indispensável à valorização do Azimute.
Um abraço,

oteador disse...

gran cruz, con esa personalidad tan tipica de ese gotico tan portugues. saludos

Ángel disse...

Siempre es agradable pasar por tu blog y disfrutar del destino de cada entrada.
Cordiales saludos

Maria Rodrigues disse...

Meu amigo passei para desejar um Bom domingo
Beijinhos
Maria

Graça Pereira disse...

Querido Amigo
Não entendo como num país com tantos sinais da nossa cristandade...Portugal se esqueceu de Cristo e...é pena!
Peço-te que dês um pulo ao meu blogue. Não vou a "casa" de todos mas...vou à daqueles que sinto mais amigos.
Obrigada.
Beijo
Graça